• Instituto Mtivação

CONCEITOS QUE DESFAZEM PRECONCEITOS - 1

Atualizado: 5 de Ago de 2019

Medidas Socioeducativas



Ressocializar

SOCIALIZAR - INTROJETAR VALORES HUMANOS

  • Qual a função de uma medida (judicial) socioeducativa?

  • Qual o princípio/valor impresso na medida socioeducativa?

  • O que (realmente) se quer (ou, deveria querer) quando o juiz determina que um/uma adolescente tem que cumprir uma medida socioeducativa?

A partir da flexão verbal, seus prefixos e sufixos, poderão ser desvelados os significados e, então, os procedimentos que estão impressos no processo de socializar, ação pertinente a todos, indiscriminadamente.

Na execução de uma medida socioeducativa vemos o uso frequente do conceito “ressocializar”. O prefixo RE utilizado como repetição de socializar, tornar a socializar! RE-socializar = socializar novamente? Não! Ninguém ressocializa ninguém!

A história vivida por cada um de nós está impregnada em nossas células, em nossa alma, desde os momentos da gestação! Em hipótese alguma há um pó de pirlimpimpim que apague as vivências registradas nas diversas etapas de vida, nos faça esquecê-las e permita que coloquemos outras experiências e sentimentos em seu lugar! Tampouco, socializar impede a mudança de atitudes ao longo da trajetória de vida, em qualquer instante, em qualquer circunstância. A mudança de comportamento/atitude dependerá das possibilidades permitidas a cada um de nós.

SOCIALIZAR

Ação de se tornar um ser social:

  • Sistema evolutivo caracterizado pela aquisição da diversidade de conhecimentos, de padrões de comportamento, de normas e de valores do mundo social;

  • Desencadeado pelas diferentes possibilidades de aquisições (quantidade) e de desempenho (qualidade) de papéis sociais;

  • Zona de sobreposição entre o individual e o coletivo;

  • Aquisições e desempenhos que estão diretamente relacionados às oportunidades permitidas a cada classe social, nos diferentes contextos sócio-históricos e que advêm da absorção das conservas culturais de cada sociedade.

O processo de socialização se apoia, em parte, nos ensinamentos explícitos e, também em parte, na aprendizagem latente, ou seja, na absorção (inadvertida) de formas consideradas evidentes de relacionamento com os outros.

A própria amplitude do termo nos indica que o agente da socialização é fruto da intersecção entre os processos de interações relacionais vividos através dos papéis sociais, as vivências institucionais e a transmissão e absorção cultural e valorativa vivida por cada um dos sujeitos.

Todos somos seres sociais! E como diz José Ortega y Gasset, “Eu sou eu e as minhas circunstâncias, e se não salvo a ela, não me salvo a mim”.


A socialização nasce na MATRIZ DE IDENTIDADE

  • “Placenta social da criança, o lócus que mergulha suas raízes” (Moreno, 1975:114).

  • “Segmento sociocultural em que um ser humano se desenvolve;

  • A parte introjetada do espaço vital vivenciado pelos indivíduos;

  • O conjunto de significados explícitos ou latentes emitidos pelos agentes culturais em relação a uma pessoa durante todo o seu processo de vida;

  • Constituída pela escala de valores vigentes no meio em que o indivíduo forma e atualiza sua auto-imagem;

  • (...) é a infra-estrutura socioeconômica que determina o status do cidadão, (...) é a cultura da classe econômica regional originária da pessoa, (...) é formada pela integração e pela natureza das relações humanas nas quais uma pessoa é criada;

  • Constituída pela totalidade dos estímulos positivos e negativos que atuam sobre as potencialidades das crianças e dos adolescentes durante a sua socialização;

  • Determinação ideológica do cidadão, exercida pela família, pela escola e pelo Estado, em nome da estratificação vigente;

  • Resultado da leitura que as pessoas fazem ativamente sobre os segmentos sociais acessíveis à sua percepção” (Brito, 1998:115).

Aos ensinamentos/aprendizados diversos ao longo da vida dá-se o nome de

SOCIOEDUCAÇÃO – EDUCAR NA SOCIEDADE E PARA A SOCIEDADE!

Ao abordarmos o princípio impresso em qualquer uma das medidas socioeducativas, podemos dizer que, se infracionar é uma atitude/comportamento que quebra um valor humano, se faz necessário, então, propor meios diversos para aquele/a que cumpre uma medida socioeducativa desvelar os princípios/valores impressos no seu processo de socialização, nas suas atitudes vividas no passado, refletir sobre as suas ações e redirecionar positivamente a sua presença no mundo – ação(ações) que a/o faz um ser social!

#medidasocioeducativas #humano #socioeducação

#adolescenteinfrator #adolescente #infracionar

#comportamentos #preconceitos #discriminações

#educar #socializar #sociedade #ação


Instituto Motivação

Promovendo saberes, conquistando direitos!



22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

INSTITUTO MOTIVAÇÃO

 contato@institutomotivacao.com.br

 

INSTITUTO MOTIVAÇÃO | por ZarrefMKT