• Instituto Mtivação

P.P.P.I. - PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL - CONSTRUINDO O SABER-FAZER (parte 2)

Atualizado: 5 de Ago de 2019

UM PROJETO POLÍTICO-PEDAGÓGICO, PARA MANTER-SE VIGENTE, PRECISA SUPERAR O CARÁTER DE UM DOCUMENTO FORMAL E CONSTITUIR-SE EM MECANISMO VIVO DE DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO INTERATIVA PERMANENTE DE SEUS PRINCÍPIOS PELA COMUNIDADE.


A instituição que o opera, a par das múltiplas contradições postas na sociedade atual, precisa situar-se de modo crítico e dialético; dialogando efetivamente com todos os setores da sociedade, a partir de um contexto local, incluído na problemática nacional, que, por sua vez, determina e é determinante de uma conjuntura global, de um lado, contribuindo para o desenvolvimento teórico-metodológico e, de outro lado, servindo a uma concepção radical e universal de cidadania.


O P.P.P.I. É UMA TOTALIDADE ARTICULADA DECORRENTE DA REFLEXÃO E DO POSICIONAMENTO A RESPEITO DA SOCIEDADE, DA SOCIALIZAÇÃO E DO HOMEM.

É uma proposta de ação político-educacional e não um artefato técnico. Isso implica a necessidade primordial de distinguir, no processo de conhecimento, o fundamental e necessário do secundário e fortuito, com o fim de que o específico da instituição educativa não se dilua e não se perca (Veiga, 2000, p.186).

O Projeto Político-Pedagógico como instrumento de ação política deve estar sintonizado com uma nova visão de mundo expressa no paradigma emergente da socialização, portanto da sócio-educação, a fim de garantir uma formação global e crítica para os envolvidos nesse pr